quinta-feira, 1 de abril de 2010

A VERDADEIRA PASCOA

Páscoa: pessash – do hebraico > passagem
grego Πάσχα)


Celebração dos Hebreus relacionado a saída do Egito. Quando reuniram-se pela primeira vez a noite e comeram o cordeiro juntos, com raízes amargas, lembrando da amargura da escravidão

E com a morte do cordeiro, sacrificado e comido entre a família, deveriam passar o sangue do animal nas vistas, (soleiras) das portas e janelas a fim de serem livres da morte que atingiria aquela noite a toda nação Egípcia.

  • • "Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças; [...] mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados " Isaías 53.4-5
Todo o capítulo 53 do livro de Isaías é maravilhoso, e nos ajuda a compreender o significado do sacrifício de Cristo por nós. Ali está descrito, profeticamente, o que aconteceria no momento da crucificação. A cada versículo somos inundados pelo amor demonstrado por alguém que, sendo totalmente livre de culpa, assumiu o peso das nossas iniqüidades, transgressões, enfermidades, simplesmente por amor. Que nesta semana em que se comemora a paixão e a ressurreição de Cristo, possamos refletir sobre esses acontecimentos e, também, se temos vivido de maneira que agrade a Ele.

JESUS É A NOSSA PÁSCOA

NÃO PODEMOS SERVIR A DEUS E AO DINHEIRO campanha da fraternidade deste ano ICAR

Então agora no Evangelho Jesus celebra sua última páscoa da tradição da lei e determina que seus discípulos passem a celebrar essa cerimônia em Seu favor, em sua memória e por Ele O nosso cordeiro pascal, dando sua própria vida e derramando seu sangue pela nossa liberdade

  • • "Lançai fora o fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nosso Cordeiro da páscoa, foi sacrificado por nós." (I Coríntios 5 : 7)

Páscoa e comunhão familiar em busca da liberdade. Celebração continua de um povo grato ao Seu Deus por livramentos e sacrifícios dispensados a nosso favor

Realmente tem tudo haver com muito alegria. Mais também com gratidão e paz no espírito. Longe muito longe do evento consumista que observamos hoje imperativo no coração de todos, INCLUSIVE CRISTÃOS E CRIANÇAS, que crescem alimentadas por uma idéia de prazer em busca do chocolate recebido.

Inclusive a idéia do coelho e do ovo, surgiam no norte europeu por comunidades pagãs que adoram e cultivam devoção aos “deuses” da fertilidade, simbolizados pelo coelho e pelo ovo com alto resultado de fertilidade na geração de novas vidas.

Não tendo, porém, o sentido real e Bíblico em sua verdadeira história e princípios. A Cerimônia e seu significados que foram confirmados por Jesus, Nosso Senhor na última páscoa que celebrou com seus discípulos. CRIANDO NESTE DIA O NOVO SENTIDO DA CEIA, QUE AGORA PARA TODOS OS CRISTÃOS “Seguidores de Cristo” PASSA A SER CELEBRADO COM A “A CEIA DO SENHOR” Como mandamento ordenado pelo Salvador e próprio Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. (Mateus 26. 26-30) (Lucas 22.14-20) (I Cor 11.23-35)

Pastor Joel Verníck - bacharel em Teologia e educador

Nenhum comentário:

Postar um comentário

caro leitor, você pode nos ajudar no crescimento da fé e da exegese de estudos e informações sobre os temas aqui publicados, deixando seu comentário. obrigado.. o autor